briefoubriefingApesar de serem consideradas sinônimos na língua portuguesa, as palavras brief e briefing guardam algumas diferenças importantes. Porém, ambas são essenciais no planejamento de mídia e ajudam a garantir um material publicitário eficaz.

O ato de briefar significa, resumidamente, transmitir informações importantes para os profissionais de criação, possibilitando que eles consigam dar o primeiro passo para produzir o material publicitário que o cliente deseja, seja um anúncio de revista, uma propaganda para a televisão ou até mesmo um site.

Brief

O brief se caracteriza como um resumo dos dados mais relevantes sobre o cliente e os serviços por ele oferecidos. Trata-se de um trabalho de coleta de informações e descrição dos elementos que irão intervir na campanha, como detalhamento sobre a empresa, concorrentes, objetivos de marketing, entre outros dados. Assim, a agência de publicidade pode conhecer a situação na qual a campanha será desenvolvida.

Briefing

Essa é a etapa de seleção e organização do planejamento estratégico. Segundo o autor Roberto Côrrea, no livro O Atendimento na Agência de Comunicação, o briefing nasceu durante a Segunda Guerra Mundial, pois os militares sentiram a necessidade de ordenar melhor os ataques e realizavam reuniões para instruir os oficiais sobre a missão que iria ocorrer.

Nesse momento, o publicitário irá analisar a situação do mercado na qual a empresa de seu cliente se encontra, dados sobre os produtos oferecidos (preço, características, distribuição) e também efetuar comparações com os produtos da concorrência a fim de verificar fragilidades e potenciais do seu cliente.

Modelo de brief
O modelo de brief varia de acordo com o material que o cliente deseja, podendo ser feito, por exemplo, um modelo apenas para criação de site, criação de marcas ou criação de folders. O essencial é estimular o cliente para que ele forneça o máximo de informações possíveis. A seguir, disponibilizamos questões importantes que devem ser incluídas em um brief padrão. Elas englobam elementos relacionados ao produto, concorrência, público-alvo e objetivo do material/campanha. Lembrando que é apenas uma sugestão na qual você poderá adicionar outros itens que considerar importantes.

1.    Quais os produtos e serviços oferecidos pela empresa?
2.    Quais os pontos fortes e fracos da empresa e seus produtos?
3.    Quais os diferenciais da empresa?
4.    Quais são seus principais concorrentes?
5.    Qual o produto/serviço mais vendido?
6.    Qual o público-alvo primário e secundário? Se possível, descreva interesses e necessidades sobre estes públicos.
7.    Qual a mensagem que o material deve transmitir aos clientes?
8.    Existe algum elemento gráfico/cor que seja sua preferência?

Quer desenvolver materiais publicitários para sua empresa? Entre em contato com a Conceito Ideal.

Artigos relacionados:
Dicas para fazer um e-mail marketing eficiente
Como funciona uma agência de comunicação?
O que fazer quando falam mal da sua empresa na internet?