Com a expansão da internet, dos dispositivos conectados e das redes sociais, bastam alguns cliques para o consumidor buscar informações e concretizar suas compras sem sair do lugar. Essa realidade está ganhando tanta amplitude que, de acordo com a 4ª edição do NuvemCommerce, Relatório Anual de Comércio Eletrônico 2018, as redes sociais foram responsáveis por 21% das vendas em e-commerce.

O estudo aponta, ainda, que oito em cada dez visitas e uma em cada quatro vendas em e-commerce foram geradas por meio das redes sociais, especialmente via Instagram e Facebook. O Instagram foi o destaque em vendas, representando 59% das transações, seguido do Facebook (37%), Youtube (3%) e Pinterest (1%). Dessa maneira, está fácil entender qual o papel das redes sociais nas vendas, certo?

Veja também:  Como as redes sociais e os demais canais digitais podem ajudar a construir relacionamento?

Embora os usuários das redes sociais não as acessem com a intenção de comprar algo, esses canais os preparam para decisões futuras a partir da visualização de um anúncio ou post orgânico de uma empresa e dos comentários deixados por outras pessoas que tiveram algum tipo de contato ou experiência com a marca e/ou produto/serviço. Por isso, hoje, mais do que nunca, fala-se sobre a importância de as empresas manterem-se ativas nas redes sociais compatíveis aos seus objetivos e ramo de atividade.

Além de acompanhar o usuário nos diferentes estágios do processo de compra, estar nas redes sociais permite conhecer em detalhe o público, bem como seus desejos, preferências, hábitos e, inclusive, reclamações. Aliás, conforme mencionado, esses canais têm sido muito utilizados pelos usuários com a finalidade de compartilhar opiniões e, consequentemente, figuram como oportunidades para melhorar os serviços, desenvolver novas soluções capazes de gerar ainda mais valor à marca e alcançar melhores resultados financeiros.

O papel das redes sociais nas vendas está relacionado não somente à visualização dos movimentos do público para a adequada definição de estratégias, mas também à possibilidade de interação com ele. Por isso, as empresas devem utilizá-las com o objetivo de estreitar o relacionamento, tornando o consumidor mais próximo, facilitando a comunicação e estabelecendo certa conexão.

Ao que se observa, quando bem atendidos, os consumidores naturalmente são estimulados a falar positivamente da marca, tornando-os uma audiência fiel e influenciadora. Assim, sem pagar nada, ao proporcionar boas experiências aos consumidores, as empresas aumentam sua visibilidade e as chances de conquistar novos clientes. O resultado disso, claro, é ainda maior rentabilidade!

Veja também: Marketing de defensores: como fazer os clientes recomendar sua marca? 

Conte com a ajuda de profissionais para auxiliar a sua empresa a tornar as redes sociais como potencializadoras de vendas!

Entre em contato com a equipe da Conceito Ideal, uma agência de comunicação que se diferencia no mercado por planejar e executar ações de marketing com foco em resultados reais. Com nosso trabalho de desenvolvimento de sites, SEO (Otimização) e estratégias que envolvem produção de conteúdo, link building e redes sociais, já posicionamos mais de 50.000 palavras-chave na 1ª página de pesquisas do Google para nossos clientes ao longo dos anos.

Somos parte do Google Partners – um Programa que certifica agências para gerenciar Campanhas de Links Patrocinados Google Adwords. Além dos serviços de criação de marcas, identidades visuais, anúncios e materiais impressos, prestamos consultorias para negócios de diferentes nichos de mercado.

Conheça nosso trabalho. Assim você terá mais informações e poderá tomar decisões corretas na contratação de qualquer serviço de comunicação.

Aproveite, a primeira consultoria é grátis.

A primeira consultoria é grátis*.
*As consultorias grátis duram 1h e são realizadas por Skype, Google Hangouts ou WhatsApp Vídeo. Os atendimentos serão feitos conforme disponibilidade da agenda dos consultores.
*Confira as regras de consultoria antes de solicita-la.